Indicação de Leitura

Voltar

A indicação de leitura dessa semana é o artigo intitulado “A Imprensa Negra como possibilidade estratégica de trabalho para a formação leitora no espaço escolar”, escrito por Andréa Larisse Castro Moura, especialista em Formação de Professor nas Relações Étnico Raciais para o Ensino Fundamental pela Universidade Federal do Pará, e Sheila Lopes Maués Autiello, Mestre e Doutora em Letras: Estudos Literários pela Universidade Federal do Pará.

Abaixo informações e resumo disponibilizado no texto, além do material em PDF.

MOURA, A. L. C.; AUTIELLO, S. L. M. A imprensa negra como possibilidade estratégica de trabalho para a formação leitora no espaço escolar. Entreletras, Araguaína, v. 8, n. 2, p. 282-300, 2017.

Resumo: A escola representa muitas vezes a única oportunidade do jovem leitor estar em contato com os textos e, por conseguinte, com os debates sociais mais relevantes. É imperioso propiciar experiências de leitura que contribuam para sua formação intelectual garantindo de forma correlata o desenvolvimento da consciência política e histórica da diversidade, o fortalecimento das identidades e a noção de direito. O presente artigo tem por objetivo discutir a utilização do jornal em ambiente escolar, como atividade permanente, sobretudo no nível fundamental II de ensino, como ferramenta pedagógica para a formação de leitores e para a educação das diversidades étnico-raciais, com vistas a adensar as ações de combate ao racismo e à discriminação, em conjunto com o projeto político pedagógico, como estabelece as leis 10.639/03 e 11.645/08. Para alcançar tal objetivo, propõe-se o estudo de investigação em jornais locais e nacionais como: O Diário do Pará, O Liberal, O Estadão e O Globo quanto a reportagens que se referem a diversidade etnicorracial em comparação aos jornais da época conhecida como Imprensa Negra, dentre eles: A Liberdade (1919-1920), O Clarim d´Alvorada (1929-1940), Chibata (1932) e Alvorada (1948). Destarte, a utilização do jornal na escola poderá contribuir para transformar a experiência de leitura em uma experiência de (re) conhecimento histórico-identitário e de (re) significação das representações sociais brasileiras.

Boa leitura!

View Fullscreen

Para mais informações entre em contato pelo email: negritosimprensanegra@gmail.com
27 de Janeiro de 2021
Martha Rosa Figueira Queiroz
Coordenadora Negritos